sábado, 26 de julho de 2008

Parque Bossa Nova no Leblon

Reprodução

Depois de ver frustradas duas tentativas de emplacar a venda ao mercado imobiliário do terreno do 23º BPM (Leblon) uma área de 40 mil metros quadrados entre as ruas Mário Ribeiro, Capitão Cesar de Andrade e a Avenida Bartolomeu Mitre, foi anunciado nesta sexta-feira (25/07) pelo Governador Sergio Cabral a criação de uma área cultural e de lazer, que também é uma comemoração pelos 50 anos da Bossa Nova.

Terreno do 23º BPM de 40 mil metros quadrados

Clássicos da Bossa Nova poderão ser ouvidos pela garota de Ipanema, da Gávea, do Leblon e de qualquer parte da cidade ou por qualquer morador ou visitante do Rio que der uma parada na Avenida Bartolomeu Mitre. Ali, será construído o Parque Bossa Nova com tudo relacionado ao movimento musical que ajudou a projetar a cidade no país e no mundo.

Terreno do 23º Batalhão que vai Ganhar Parque Temático

Parte do terreno atualmente ocupado pelo 23º Batalhão da Polícia Militar, de 40 mil metros quadrados, dará espaço ao Parque Bossa Nova. O projeto prevê um museu interativo em formato de teclado de piano, construído sobre pilotis. Uma estrutura metálica vai abrigar palcos para shows, três auditórios de cerca de 400 lugares cada, museu, discoteca, espaço gastronômico e até um banquinho onde o visitante poderá sentar-se para ouvir os clássicos da bossa nova. As árvores centenárias serão mantidas. Um trecho do terreno, de 5.800 metros quadrados, objeto de litígio com uma construtora desde 1953, não será usado no projeto. O novo Parque vai dividir o local com o 23º batalhão que ficará restrito a uma pequena parte dos 40 mil quadrados do terreno.

Reprodução

O projeto é do arquiteto Jaime Lerner, e a expectativa é que a inauguração do parque temático ocorra no meio do ano que vem, e somente após a definição do projeto, é que serão discutidos de onde sairão os recursos para construção do parque, a intenção é fazer parcerias com empresas privadas para levantar o valor do investimento.

Reprodução

Moradores e Prefeito aprovam projeto de construção do Parque

Com o anúncio da construção da área cultural, o governador Sérgio Cabral conseguiu se redimir com os moradores do Leblon, que no ano passado ficaram indignados com a possibilidade da venda do terreno para especulação imobiliário. E até o prefeito Cesar Maia, que anteriormente se mostrou contra a intenção de Cabral de levantar caixa para o Estado com a venda da área, aprovou a criação do Parque Bossa Nova.

Cesar Maia disse que a idéia é sensacional e que os moradores só terão ganhos, e muito mais com a PM ao lado, e ressaltou que o projeto será uma unanimidade caso não haja irregularidades prevista no Plano de Estrutura Urbana (PEU), que rege o bairro.

Para a Presidente da Associação Comercial do Leblon, Evelyn Rosenzweig, o momento é de comemoração e disse que os moradores estavam precisando de uma área como esta, e que foi uma das melhores notícias que poderiam receber.

www.amoleblon.com.br

Nenhum comentário: