sexta-feira, 13 de junho de 2008

Sexta Feira 13 e Dia de Santo Antonio

"Superstição" vem do latim superstitio, que significa "o excesso", ou também "o que resta e sobrevive de épocas passadas". Em qualquer acepção, designa "o que é alheio à atualidade, o que é velho". Transposto para a linguagem religiosa dos romanos, o vocábulo "superstitio" veio a designar a observância de cultos arcaicos, populares, não mais condizentes com as normas da religião oficial.

O número 13 é tido ora como sinal de infortúnio, ora de bom agouro.

Superstições

Símbolo de desgraça, já que 13 eram os convivas da última ceia de Cristo, e dentre eles, Jesus que morreu na sexta-feira foi, conseqüentemente, ligada ao horror que o número 13 provocava nas gerações cristãs. Por isso, muitas pessoas evitam viajar em sexta-feira 13; a numeração dos camarotes de teatro omite, por vezes, o 13; em alguns hotéis não há o quarto de número 13 - este é substituído pelo 12-a. Muitos prédios pulam do 12º para o 14º andar temendo que o 13º traga falta de sorte. Há pessoas que pensam que participar de um jantar com 13 pessoas traz má sorte porque uma delas morrerá no período de um ano. A sexta-feira 13 é considerada como um dia de má sorte, e toma-se muito cuidado quanto às atividades planejadas para este dia.

Mas há também os que consideram o número 13 como da sorte. Um exemplo conhecidíssimo do brasileiro é do auxiliar-técnico da Seleção Brasileira de Futebol, Mário Jorge Lobo Zagallo.

Como se vê, a crença na má sorte do número 13 parece ter tido sua origem na Sagrada Escritura. Esse testemunho, porém, é tão arbitrariamente entendido que o mesmo algarismo, em vastas regiões do planeta - até em países cristãos - é, estimado como símbolo de boa sorte.

O argumento dos otimistas se baseia no fato de que o 13 é um número afim ao 4 (1 + 3 = 4), sendo este símbolo de próspera sorte. Assim, na Índia o 13 é um número religioso muito apreciado; os pagodes hindus apresentam normalmente 13 estátuas de Buda. Na China, não raro os dísticos místicos dos templos são encabeçados pelo número 13. Também os mexicanos primitivos consideravam o número 13 como algo santo; adoravam, por exemplo, 13 cabras sagradas. Reportando-nos agora à civilização cristã, lembramos que nos Estados Unidos o número 13 goza de estima, pois 13 eram os Estados que inicialmente constituíam a Federação norte-americana. Além disso, o lema latino da Federação, "E pluribus unum" (de muitos se faz um só), consta de 13 letras; a águia norte-americana está revestida de 13 penas em cada asa.

As lendas

Além da justificativa cristã, existem 2 outras lendas que explicam a superstição. Uma Lenda diz que na Escandinava existia uma deusa do amor e da beleza chamada Friga (que deu origem a friadagr, sexta-feira). Quando as tribos nórdicas e alemãs se converteram ao cristianismo, a lenda transformou Friga em uma bruxa exilada no alto de uma montanha. Para vingar-se, ela passou a reunir-se todas as sextas com outras onze bruxas e mais o demônio - totalizando treze - para rogar pragas sobre os humanos. Da Escandinava a superstição se espalhou pela Europa.

A outra lenda é da mitologia nórdica. No valha, a morada dos deuses, houve um banquete para o qual foram convidados doze divindades. Loki o espírito do mal e da discórdia, apareceu sem ser chamado e armou uma briga em que morreu o favorito dos deuses. Este episódio serviu para consolidar o relato bíblico da última ceia, onde havia treze à mesa, às vésperas da morte de Cristo. Daí veio à crendice de que convidar 13 pessoas para um jantar era desgraça na certa.

Uma 6a feira 13 de qualquer mês é considerada popularmente como um dia de falta de sorte. Esta superstição teria tido origem no dia 13 de outubro de 1307, uma 6a feira, quando a Ordem dos Templários foi declarada ilegal pelo rei Felipe IV da França; os seus membros foram presos simultaneamente em todo o país, alguns torturados e, mais tarde, executados, por heresia. Outra versão para a crença está no fato de que Jesus Cristo provavelmente foi morto numa 6a feira, 13, uma vez que a Páscoa judaica é celebrada no dia 14 do mês de Nissan, no calendário hebraico. Recorde-se ainda que na Santa Ceia sentaram-se à mesa 13 pessoas, sendo que duas delas, Jesus e Judas Iscariotes, morreram em seguida, por mortes trágicas, Jesus por execução na cruz e Judas, provavelmente, por suicídio.

13 de junho é Dia de Santo Antônio

Conhecido como santa casamenteiro, Santo Antônio tem milhares de devotos espalhados pelo Brasil e também em Portugal. Seu dia é comemorado em 13 de junho, em meio às festas juninas, por isso Antônio é um dos santos mais lembrados nessas festas.

Normalmente, sua figura é representada carregando o menino Jesus em seus braços. Muitas mocinhas afoitas para encontrar um marido retiram o bebê dos braços do santo e prometem devolvê-lo depois de alcançarem seu pedido. Outras jovens colocam a imagem de cabeça para baixo e dizem que só mudam de posição quando Santo Antônio descolar um marido para elas. Essas simpatias geralmente são feitas na madrugada do dia 13.

Mas nem só de casamento vive o santo. Ele também é conhecido por ajudar as pessoas a encontrarem objetos. Em uma reza conhecida como "os responsos", o santo é invocado para achar coisas perdidas. Numa outra cerimônia, conhecida como trezena, os fiéis entoam cânticos, soltam fogos, e celebram comes e bebes e uma fogueira com o formato de um quadrado. Essa festança acontece de 1° a 13 de junho.

Ainda há um outro costume que é muito praticado pela Igreja e pelos fiéis. Todo o dia 13 de junho, as igrejas distribuem aos pobres os famosos pãezinhos de Santo Antônio. A tradição diz que esse alimento deve ser guardado dentro de uma lata de mantimento, para a garantia de que não faltará comida durante todo o ano.

Simpatias de Santo Antônio para conquistar um amor

Santo Antônio é popularmente conhecido como 'Santo Casamenteiro'. Quem está em busca da cara-metade e quiser a ajuda de Santo Antônio tem de correr. O dia do santo casamenteiro é comemorado na sexta-feira (13), mas alguns rituais devem ser realizados a partir desta quinta-feira (12). Quem deseja casar pode recorrer ao santo, mas também há simpatia para quem quer preservar o casamento.

Para encontrar um amor

Compre uma rosa vermelha, amarre uma fita de Santo Antônio na flor. Em uma das pontas da fita, escreva a sua inicial. Na outra ponta, desenhe uma pequena cruz. A rosa deve ser deixada ao lado de sua cama em dedicação a Santo Antônio, pedindo para que ele atraia o amor. Quando a rosa secar, a fita deve ser levada a uma igreja e deixada lá.

Outra simpatia típica – e talvez a mais famosa – é amarrar uma fita branca à imagem de Santo Antônio, que deve ser guardada de cabeça para baixo dentro do armário de roupas, pedindo para encontrar o amor no prazo de três meses. Esta simpatia deve ser feita na noite do dia 13.

Para ver a pessoa com quem vai casar

Para ativar o sonho e por meio dele ver o rosto da pessoa com que vai se casar pegue três flores de jasmim gardênia e amarre uma fita branca. Na noite do dia 12 de junho coloque em seu quarto. Peça para sonhar com a pessoa amada. Ao acordar, no dia 13, retire uma pétala de cada flor. Ferva água, coloque essas pétalas de flores e jogue sobre si a água desde a cabeça. Isso ativará sua intuição e, dentro de sete dias, você vai sonhar com a pessoa amada.

Para descobrir a inicial do nome de seu novo amor

Na noite do dia 12 de junho, separe um copo e uma aliança. Pegue um fio de seu cabelo ou uma linha branca e amarre na aliança. Borrife no copo algumas gotas do perfume que você mais usa. Coloque o copo sobre uma mesa. Com delicadeza, segure o fio com a aliança como se fosse um pêndulo. Você terá a chance de fazer duas perguntas:

1- Qual a primeira letra do nome da pessoa com quem viverei um grande amor?

2- Quantos anos faltam para eu me casar?

Para a primeira pergunta, a quantidade de vezes que a aliança bater no copo corresponde à letra inicial de seu futuro amor (contar as batidas seguindo a ordem alfabética). Para a segunda pergunta, a quantidade de vezes que a aliança bater no copo corresponde ao número de anos que falta para seu matrimônio.

Para quem quer casar rápido e para ter harmonia no casamento

Quem deseja se casar logo ou quem quer harmonia no casamento deve comprar no dia 13 uma imagem de Santo Antonio e dedicar a ele três rosas vermelhas, três rosas cor-de-rosa e uma rosa branca. No botão de cada uma delas, passe um pouco de mel.

Se a pessoa estiver solteira, durante sete dias deverá borrifar o seu perfume preferido na estátua, deixando assim o santo feliz por estar sendo tratado com carinho. Se a pessoa já for casada, deverá borrifar o perfume preferido da pessoa amada.

Após sete dias, o que restar deve ser colocado em um saco plástico. Atenção para não misturar com o restante do lixo da casa. Ao jogar fora, deve agradecer à Mãe Natureza. Quem não quiser se desfazer das flores pode guardá-las pelo tempo que desejar.

Um comentário:

Anônimo disse...

ler todo o blog, muito bom