domingo, 12 de junho de 2011

O Mistério Fred


Roberto Sander
Carioca de Ipanema, mas radicado no Leblon, Roberto Sander é jornalista há 25 anos. Formou-se pela PUC-RJ e trabalhou durante duas décadas na TV Globo e SporTV, entre outros importantes veículos de comunicação. Desde 2004, iniciou a carreira de escritor. Em 2008, criou, ao lado do jornalista Paschoal Ambrósio Filho, a Maquinária Editora, especializada em literatura esportiva. Tem oito livros publicados. Nesse espaço, vai comentar os jogos dos times do Rio no fim de semana.


O Mistério Fred

Fred é o grande “nome” do Fluminense. Jogador de seleção brasileira, em alta com Mano Menezes, garantido no grupo que vai disputar a Copa América. A meu ver, isso deveria ser motivo de comemoração para a torcida tricolor, mas, paradoxalmente, não pelo orgulho de ver um jogador do seu time do coração defendendo o Brasil, mas sim pelo fato de que, estando na seleção, ele desfalcará o Fluminense por um bom tempo. Pois contra o Corinthians, mais uma vez, ele foi mesmo atacante inoperante que vem mostrando ser nos últimos tempos.


O Centroavante Fred conseguiu a proeza de passar 90 minutos sem chutar uma bola sequer a gol.

Aliás, gostaria de entender como um jogador como ele, que aos 27 anos se movimenta como se fosse um veterano de 35, chega à seleção brasileira. O leitor poderá achar que estou exagerando, mas o desafio para assistir atentamente o rendimento de Fred numa partida. A sua marca é a lentidão, como se jogasse arrastando grilhões presos aos seus calcanhares. O seu reserva, Rafael Moura, não é nenhuma maravilha, mas, quando o substitui, sempre joga mais e marca mais gols, como foi contra o Cruzeiro na semana passada.

Dessa forma, por mais que o Fluminense tenha procurado reagir depois de levar dois gols no início do primeiro tempo, ficou difícil chegar ao gol, já que seu centroavante (Fred) conseguiu a proeza de passar noventa minutos sem chutar uma bola sequer a gol. A rigor, teve uma chance. Mas ao receber livre o passe não conseguiu dominar a bola, vendo-a escapar bisonhamente. Depois ainda demorou a chutar, dando chance que o zagueiro chegasse na cobertura.

Podem anotar: quando Fred estiver na seleção, o ataque do Flu vai melhorar e o apenas mediano Rafael Moura vai produzir muito mais do que ele. De qualquer maneira, a derrota para o Corinthians, apesar de o goleiro Júlio Cesar ter realizado grandes defesas, mostrou que Abel terá muito trabalho pela frente.

Flamengo, Já são Três Empates em Quatro Jogos

Em Curitiba, o resultado em si foi até bom para Flamengo, mas, em termos de posição na tabela, foi extremamente negativo. Já são três empates em quatro jogos, o que deixa o clube, apesar de estarmos ainda na quarta rodada, numa preocupante 11ª colocação. Mais preocupante ainda é que o Flamengo não vem jogando nada bem. Contra o Atlético/PR, mais uma vez, o time mostrou-se desestruturado, sem jogadas ensaiadas, sem padrão de jogo e errando muitos passes. Sinal de alerta para Wanderley Luxemburgo e sua trupe.

Já o Botafogo, no Engenhão, encheu os olhos. Só assisti aos melhores momentos e ouvi os comentários na tevê, o que foi suficiente para perceber que o time está se ajeitando. As presenças de Elkeson e Maicosuel dão ao time uma velocidade incomum. E tem ainda o Renato para estrear. Não tenho dúvidas de que, no andar da carruagem, o Alvinegro irá brigar na parte de cima da tabela. A conferir.

Maicosuel Comemora o Segundo Gol do Botafogo contra o Coritiba

No sábado, o Vasco fez uma bonita festa para receber Juninho Pernambucano – pena que tenha levado o gol de empate do Figueirense no fim do jogo. Espero com bastante expectativa o momento em que ele estará à disposição de Ricardo Gomes. Mesmo aos 36 anos, tenho certeza de que, por ser um profissional sério, que se cuida, dará ao time o toque de categoria e experiência que poderá fazer do Vasco um candidato também ao título do Campeonato Brasileiro, o que seria fantástico para uma torcida que andou tão sofrida nos últimos anos.
Torço também para que o Vasco continue a sua trilha de sucesso por causa do presidente Roberto Dinamite. Que a Copa do Brasil tenha sido apenas o primeiro de muitos outros títulos conquistados na sua gestão. Sua ética, seriedade e o passado de grande ídolo do clube são credenciais raras – que por isso mesmo deveriam ser mais e mais valorizadas – no futebol brasileiro.

Vasco Levou o Castigo por ter Perdido Tanto Gol

Um Abraço e até a Próxima Semana.

Mais Informações Veja AQUI

Visite o Portal Oficial do Leblon, faça o seu Cadastro, é rapidinho, em menos de um minuto e fique por dentro de tudo que Acontece no Bairro - www.amoleblon.com.br

Comente!

Nenhum comentário: