sexta-feira, 26 de junho de 2009

Musical "O Som da Motown" no Teatro Leblon

Veja Nota Abaixo:
Fundador da Motown recorda Michael Jackson

Motown teve início em Michigan, Estados Unidos, em 1959, quando Barry Gordy resolveu pegar um empréstimo de cerca de US$ 700 e apostar em um projeto. Assim nasceu uma das maiores gravadoras da história. O nome veio de Motor Town, devido às montadoras de automóvel que se instalavam no estado.

Durante os anos 60, Barry e sua empresa foram responsáveis pela gravação do estilo "soul" e "rhythm and blues", bem característico da música negra americana, enraizada na música gospel.

Divulgação

O Som da Motown não ambiciona documentar a história da gravadora. Quer, sim, consagrar a emoção de toda uma época através de alguns dos mais marcantes hits das paradas de sucesso de 1960, 1970 e 1980. Entre os blocos, porém, uma colagem audiovisual será exibida num telão, pincelando personagens e fatos históricos do período.
"Privilegiamos a música e para isso contamos com este fantástico elenco feminino de cantoras e uma banda de altíssimo nível", destaca o autor, diretor e coreógrafo Cláudio Figueira, fundador da Só de Sapato Produções.
"Lançamos mão de uma extrema liberdade poética para retratar a Motown, representante de uma sonoridade que tanto marca a vida de várias gerações. Queremos que a juventude de hoje também venha conhecer o que ela representou", propõe Renato Vieira.

Divulgação

Coube à pesquisadora e produtora Carmen Figueira mergulhar no universo musical da Motown. De uma seleção inicial de 150 músicas reunidas em seis CDs, restaram 50.
Estão lá I heard it through the grapevine, You and I, Get Ready, de Rick James e Rare Heart; Babe I need your loving, uma dentre outras dos Four Tops; Papa was a rolling stone, The Temptations; I hear a symphony, The Supremes; Never can say goodbye e Ben, entre outras do The Jackson Five; My cherrie amour, For once in my life e Isn't she lovely, de Stevie Wonder e muitas mais.

Responsável pelos arranjos, o músico Fernando Lopez se viu diante de um desafio ao conhecer o universo da Motown. "Precisei dar atenção maior aos blocos dedicados a The Jackson Five e Stevie Wonder.
A musicalidade deles já era bem avançada naquela época", destaca. "Fiquei pasmo ao conferir no musical sobre os The Funk Brothers (conjunto base das gravações no estúdio da Motown) e saber que tudo era feito em quatro canais, na hora, sem edições posteriores", conta.

Fundador da Motown recorda Michael Jackson

Tudo começou na Motown. Berry Gordy, fundador da casa discográfica, assinou o contrato com os Jackson 5 em 1968 e recorda a impressão que sentiu ao ver o pequeno Michael.

A notícia da morte do artista é para Berry Gordy “um mau sonho, um pesadelo”. Recorda-o como um filho e garante ser “difícil imaginar que Michael Jackson deixou este mundo”.

Com os Jackson 5, a Motown acabaria por cimentar a fórmula musical para agradar a uma audiência branca e negra. Em dois anos, os Jackson 5 colocaram quatro canções consecutivas no topo de vendas. Um recorde que mantém até hoje.

Berry Gordy reconhece que um artista como Michael Jackson só aparece uma vez na vida. “Apareceu, podemos apreciar o seu talento enquanto viveu. Agora podemos recordá-lo eternamente através da sua música”, diz.

Em 50 anos de existência da Motown, Michael Jackson acabou por se tornar num dos artistas mais rentáveis da história da casa discográfica. Música e dança: uma carreira marcada pela venda de mais de 700 milhões de álbuns e 13 prémios Grammy, o primeiro obtido quando tinha apenas 20 anos.

Para Berry Gordy “Michael era e vai continuar a ser um dos maiores artistas de sempre, um dos melhores artistas de todos os tempos.”

Serviço
Musical: O Som da Motown
Teatro do Leblon (Sala Fernanda Montenegro)
Rua Conde de Bernadote 26 Loja 104
2274-3536
Quinta a Sábado
Horário: 19h
R$ 80,00
Classificação: Livre
Duração: 1h20m

Mais Informações Veja AQUI

Visite o Portal Oficial do Leblon, faça o seu Cadastro, é rapidinho, em menos de um minuto e fique por dentro de tudo que Acontece no Bairro - www.amoleblon.com.br

Comente!

6 comentários:

clau disse...

Boa noite neste momento estou assistindo o programa do Jô Soares,eu e meu filho ficamos encantados com vcs bjssss ,muitas felicidades,que vcs sejam repletas de muita luz ,parabéns para todas vcs bjss de Cláudia e Eduardo
o meu email :claudiaangelica27@ig.com.br

Anônimo disse...

Só o Jô para divulgar talentos como vocês.
Vocês são DEMAIS..............
Eu e meu marido queria muito assistir o show de vocês, mas no momento estou desempregada e com dificuldades financeiras, mais espero ter outra oportunidade.
Nada na vida é fácil, e o que é fácil não tem valor, tudo que é com sacrifício tem gostinho de vitória.
Meninas fiquem com DEUS e sucesso para todas.
email: andreaandesil@ig.com.br

Raylla disse...

naum sei o q dizer, vcs soa lindas e cantam muito bem, ainda mais musicas de jackson five e outros, maravilhoso, e outra tambem moro em niteroi, bjs

Anônimo disse...

Assiti ao Jo e fiquei impressionado com o talento e qualidade dos arranjos, tantos vocais quanto os intrumentais....Para ser honesto, assim que escutei vocês cantarem a primeira música, pensei: "Quero assistir ao show". Mas fiquei chateado em saber que vocês estão somente no Rio de Janeiro....Quando vocês vêm para São Paulo? Pode ter certeza que a sala vai lotar.

Anônimo disse...

Adorei vê-las no Jô. Alem de linda s teem uma voz maravilhosa!!! Quero saber se virão para São Paulo? Será gravado algum DVD para venda?
um abraço.
Antonio Carlos Rocha
contato@catharina.com.br

Tânia disse...

Olá vi vcs ontem no programa do Jô nossa me arrepiei só de ouvir vcs cantarem adorei vcs já são um sucesso. Gostaria de saber se vcs vão sair pelo Brasil com esse musical meu contato é:
taniacarol2@gmail.com

Bjs muito sucesso para vcs futuras divas da MPB