quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Rua no Leblon Recebeu o Nome de Caymmi

A prefeitura do Rio prestou uma homenagem a Dorival Caymmi (1914-2008) com a presença da família do cantor e compositor.
Uma pequena e charmosa Rua arborizada no Leblon, que fica na altura do número 1.136, da Avenida Visconde de Albuquerque, depois da Rua Capitão César de Andrade, recebeu o nome de Caymmi.

A família Caymmi esteve presente na tarde de terca-feira (26/08) numa pequena e calma rua do Leblon, na Zona Sul do Rio, próxima a Visconde de Alburquerque, para batizá-la de Dorival Caymmi. O cantor e compositor baiano, que escolheu morar no Rio de Janeiro, morreu no dia 16, aos 94 anos, em sua casa, em Copacabana.

Reprodução

A homenagem começou por volta de 15h. O filho do cantor e também músico Danilo Caymmi lembrou como o bairro foi importante na vida do pai.

"Eu fui criado no Leblon. A família está muito agradecida com o presente. Meu pai compôs uma importante música neste bairro 'Saudades de Bahia'", recorda Danilo que ainda brincou dizendo: "nesta rua pode-se pagar o IPTU lentamente".

Reprodução

A filha e também cantora, Nana Caymmi, também esteve no local. Ela contou que adorou a placa.

"Achei a idéia da homenagem fantástica, meu pai dedicou 70 anos de vida do Rio de Janeiro", conta ela.

Reprodução

Dorival Caymmi nasceu em Salvador, na Bahia, mas morou no Rio de Janeiro desde os 24 anos de idade, por quase 70 anos.

No Leblon, o primeiro bairro perto do mar que morou com a família, o músico conviveu com Vinícius de Moraes, Antônio Maria e outros grandes artistas.


Reprodução

Essa homenagem carioca imortalizará a poesia de suas letras e a harmonia de suas canções.

Dorival Caymmi Morreu em 16 de agosto de 2008, aos 94 anos, em casa, às seis horas da manhã, por conta de insuficiência renal e falência múltipla dos órgãos. Estava doente desde 2007, permanecendo em internação domiciliar desde dezembro. De acordo com a família do cantor, o sepultamento deve acontecer na tarde deste domingo (17/08), no cemitério São João Batista, em Botafogo.

O músico deixa mais de cem canções, entre elas os sucessos ‘Eu não tenho onde morar’, ‘Maracangalha’, ‘O que é que a baiana tem?’ e ‘Rosa Morena’.

 

logo_amo_p

Visite o Portal Oficial do Leblon, faça o seu Cadastro, é rapidinho, em menos de um minuto e fique por dentro de tudo que Acontece no Bairro - www.amoleblon.com.br

.

Nenhum comentário: